Páginas

13 dezembro 2013

DEREK BLASBERG COMENTA A NOVA FASE DA VALENTINO

Editor da Bazaar americana bate papo com Grazia Chiuri e Pierpaolo Piccioli, dupla criadora da marca

Grazia Chiuri e Pierpaolo Piccioli, dupla criadora da Valentino - Foto: Reprodução/Harper's Bazaar
Grazia Chiuri e Pierpaolo Piccioli, dupla criadora da Valentino – Foto: Reprodução/Harper’s Bazaar
por Derek Blasberg
“Desejo”, ronrona Maria Grazia Chiuri, metade da força criativa por trás da Valentino. “Essa é a palavra-chave da moda. A mulher, hoje, não compra um vestido porque precisa. Pffft. De jeito nenhum.” Pierpaolo Piccioli, parceiro de criação de Chiuri, concorda: “O negócio é olhar para uma peça e se perguntar como você pôde viver até hoje sem ela”.
Em uma época em que muitas marcas veem diminuição em sua clientela de alta-costura, o ateliê Valentinoestá bombando, e seus desfiles estão entre os mais disputados em Paris. Em 2012, as vendas atingiram US$ 501,7 milhões. Aumento de 22% em relação ao ano anterior. Mais de um terço dessas vendas representa os acessórios de enorme sucesso criados por Chiuri e Piccioli – principalmente os sapatos e bolsas Rockstud – e isso não é surpresa nenhuma, levando em conta que eles começaram como designers de acessórios. (A dupla passou dez anos criando bolsas na Fendi antes de ir para a Valentino, em 1999, para chefiar a divisão de acessórios.) “Eles estão no nosso DNA e são a nossa paixão”. Agora já faz um quarto de século que os dois trabalham juntos. “Somos como um velho casal”, Chiuri brinca.
Postar um comentário