Páginas

12 dezembro 2013

BAZAAR ENTREVISTA: LOUIS-MARIE DE CASTELBAJAC

Bazaar bate um papo exclusivo com o neo designer em Paris


Fotos: divulgação
Fotos: divulgação
Por Armando Palha
O talentoso Louis-Marie de Castelbajac já estrelou em curtas de moda dirigidos por Nick Knight e trabalhou com seu pai Jean Charles de Castelbajac. Agora, ele esta colaborando com a marca Tyler Alexandra, da sua amiga Tyler Alexandra Ellis, criando uma linha de bolsas. Bazaar bateu um papo exclusivo com ele. Confira:
O que te motivou a colaborar para uma linha de bolsas com Tyler Alexandra Ellis?
Tyler e eu somos amigos há 8 anos. Ela começou sua marca de acessórios há 2 anos, produzindo tudo na França e na Itália. Porém, ela tem uma abordagem mais clássica e, ao ver o que eu tinha feito com a minha marca de camisetas gráficas, me procurou para uma parceria. Nos unimos para criar uma coleção clássica e ao mesmo tempo inovadora.
Você misturou diferentes tipos de materiais na fabricação de suas bolsas. Desde o neoprene com pele de arraia até a textura fosca do feltro com pele de crocodilo acetinado. Como é que o seu processo criativo funciona?
A minha diretriz é a seguinte: começo com uma ideia ou tema e o desenvolvo a parti daí. Para esta coleção, nós partimos de um modelo preexistente de bolsas da Tyler e adicionamos algo a mais. Por exemplo, utilizei o neoprene para produzir a bolsa scuba.
Uma das bolsas da sua parceria com Tyler Alexandra Ellis - Foto: divulgação
Uma das bolsas da sua parceria com Tyler Alexandra Ellis – Foto: divulgação
Uma das bolsas de sua coleção se chama “À Francesa”, cuja inspiração veio de um dos mais simbólicos itens franceses, que é o ‘beret’. O que tem a francesa de diferente em seu estilo?
Eu diria que a francesa tem um certo ‘je ne sais quoi’. Ela sabe impor uma elegância institucional, mas como que por acidente. Ela sabe como adicionar um toque pessoal que leva à ruptura do tradicional.
Que tipo de mulher você imagina carregando as suas bolsas?
Nós criamos bolsas extremamente sexy para uma femme fatale contemporânea, que tem um forte senso de identidade própria.
Qual é o próximo capítulo dessa colaboração?
No último ano trabalhamos em uma bolsa masculina que vai ser lançada em fevereiro de 2014. A bolsa é inspirada na canção Venus in Furs, de Lou Reed. A letra “shiny, shiny, shiny boots of leather” ressoa com a bolsa, já que ela é feita de couro acetinado com um pouco de látex.
Foto: divulgação
Foto: divulgação
Você e Tyler são filhos de estilistas famosos e renomados. Foi intimidante entrar no mercado da moda e começar alguma coisa própria?
Quando estava crescendo foi difícil ter uma identidade própria. Mas, com o tempo, você desenvolve uma visão própria e começa ver tudo como uma forma de aprendizado.
Você já visitou o Brasil? O que você acha dos brasileiros e a estética do país?
Eu adoro o Brasil. Na verdade estarei indo pela primeira vez em fevereiro para o casamento da Martha Streck em Trancoso. Acho os brasileiros acolhedores. Sempre fui fascinado por países que desenvolveram em fundações europeias. Uma coisa que me impressiona é como brasileiros são curiosos por coisas novas, sem medo de serem empreendedores e com vontade de construir algo.
Postar um comentário